TCE Piauí realiza curso de capacitação sobre Controladoria Municipal

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), por meio da Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal (DFAM) e da Escola de Gestão e Controle (EGC), promoveu o curso de Controladoria Municipal. A capacitação ministrada pelo professor e auditor governamental da Controladoria Geral do Estado (CGE-PI), Márcio Rodrigo Souza teve como público alvo controladores internos dos municípios.

De acordo com a diretora executiva da Escola de Contas Conselheiro Alcides Nunes (EGC), Valéria Leal, desenvolver competências profissionais para exercer atividades de controle interno no setor público municipal é o principal objetivo do curso promovido pela Corte de Contas. “O objetivo do curso é desenvolver competências profissionais para exercer atividades de controle interno no setor público municipal, baseadas em boas práticas de gestão de riscos e governança, bem como normas estabelecidas pelas legislações vigentes,” pontuou a diretora.

Durante os três dias de curso, que se iniciou na segunda-feira (7), foram tratados assuntos da Administração Pública como licitações, contratos, contabilidade, execução financeira e prestação de contas. 

Para o professor Márcio Rodrigo, o papel do Tribunal é muito importante no fomento à capacitação dos servidores da administração pública. “O Tribunal de Contas é a instituição que mais tem a contribuir com o fomento com o desenvolvimento, a estruturação dos controles internos municipais. A capacitação, talvez seja o investimento mais importante que o tribunal esteja fazendo, promovendo um curso de capacitação para os controladores municipais”, pontuou. 

Ao todo, 50 controladores internos dos municípios participaram do curso, entre eles a controladora do município de Vera Mendes, Marcilene Marina, que diz que esta é a primeira capacitação que participa.  “Faz dois anos que trabalho na controladoria do meu município e até então não havia acontecido nenhuma formação. Esses três dias de curso me enriqueceram muito em questões de desenvolvimento, do desenrolar das nossas atividades. Eu por exemplo, sem experiência,  aprendi o passo a passo de como agir dentro do meu setor”, destacou.