Comissão Covid do TCE-PI segue intensificando trabalhos de fiscalização

A equipe que compõe a Comissão Covid, do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), segue fazendo um amplo trabalho de acompanhamento e fiscalização da vacinação contra o coronavírus em Teresina. Formada por quatro Auditores de Controle Externo, a Comissão atua em parceria com o Ministério Público do Piauí, no sentido de evitar eventuais problemas no processo de vacinação.

A Comissão já acompanhou, presencialmente, seis dias de vacinação – 05, 06, 12, 13, 19 e 20 de março – visitando todos os postos que foram disponibilizados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). “O acompanhamento da política de vacinação visou verificar, em virtude da escassez de insumos, o uso adequado dos recursos existentes e a observância de critérios técnicos e legais definidos. Nesse sentido, o Tribunal de Contas se fez presente para o acompanhamento dessa ação”, pontuou Geysa Elane, coordenadora da Comissão Covid do TCE-PI.

Entre os pontos destacados no trabalho da Comissão, observou-se a presença da Guarda Municipal de Teresina, garantindo a segurança da equipe e dos insumos, além de carros de apoio da Fundação Municipal de Saúde, responsáveis pelo suporte logístico entre os pontos de vacinação e a rede de frios da FMS, com o transporte de vacinas e outros insumos necessários.

“Outro ponto importante foi constatar que houve a diminuição das filas, à medida em que foram disponibilizados mais postos de vacinação. Além disso, ressalte-se que as equipes dos diferentes postos se comunicam via WhatsApp, de modo a coordenar a abertura de frascos e encaminhar pessoas para postos mais vagos, o que se revela uma boa prática com o intuito de economizar doses, tendo em vista que, após aberto um frasco, as doses dele devem ser utilizadas em até 6 (seis) horas”, disse Geysa.

O promotor de Justiça Eny Pontes, responsável pela 12ª Promotoria de Justiça de Teresina, destacou que é essencial que a operacionalização da vacinação cumpra as diretrizes estabelecidas no planejamento nacional. “Há dois meses desenvolvemos esse trabalho positivo em parceria com o TCE-PI, além de outros órgãos, utilizando dois eixos: fiscalização com auditoria paralela e controle da logística de meios e materiais”, pontuou o promotor.

Ao fim do expediente de atendimento nos postos de vacinação, a equipe do TCE acompanhou o trajeto até a sede da FMS, para conferir a devolução dos frascos não utilizados (tanto os abertos, quanto os parcialmente utilizados). Na FMS, profissionais de saúde habilitados a receber as doses, previamente agendados em lista, são contatados para receberem as doses remanescentes, de frascos abertos, evitando desperdício de doses de vacina.

A equipe da Comissão também acompanhou os servidores da FMS até a Rede de Frios do município, destino final das doses de vacina não utilizadas no dia, para que possam ser devidamente conservadas, em temperatura adequada, com intuito utilização posterior.